noticias

Vivemos tempos bem difíceis para a Cultura, seja no que se refere a financiamento, a difusão e a gestão de eventos e instituições culturais. As pedras no meio do caminho, que já não eram poucas, têm aparecido com mais frequência.

Mas se a cultura é o lugar da criatividade e da inovação, percebemos que  quando olhamos para os lados vemos que somos muitos, que estamos fazendo o mesmo movimento, lutando pelas mesmas bandeiras e trabalhando de forma séria e responsável. Entendemos assim que cada vez que damos as mãos ficamos mais firmes e gritamos mais alto.

E assim aconteceu com a VII MOSTRA DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA DE CANOA QUEBRADA, o FESTIVAL INTERNACIONAL DE CIRCO e o  FESTIVAL CONCRETO – FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTE URBANA que neste ano de 2017, em suas edições dão luz as suas ações colaborativas que acontecem durante suas programações.

Num entendimento entre seus realizadores estamos permutando ações, e disponibilizando para os nossos convidados novas vivencias promovendo assim encontros culturais  para além de nossos muros, enquanto festivais.

Estamos possibilitando a experimentação do outro, numa proposta de parceira que tem no final das contas, mostrado o que sabemos fazer de melhor: fazer cultura de forma coletiva e afetuosa.

Vida longa as festivais cearenses! Vida longa as ações colaborativas que nos aproximam e nos fortalecem.